Seja bem-vindo!
Meu Cadastro Meus Pedidos Minha Compra 0 itens
Home Conselhos Editoriais Notícias Lançamentos Fale Conosco
 
As Dimensões da Formação Humana
As Faces da Lingüística Aplicada
Caminhos da Construção
Cenas do Cotidiano Escolar
Coleção Desconstruindo a Violência
Coleção Educação Estatística
Coleção Fazer A_Parecer
Coleção Insubordinação Criativa
Coleção Psicologia em Perspectiva
Coleção TerramaR
Desenvolvimento Humano e Práticas Culturais
Discurso e Ensino
Educação
Educação e Psicologia em Debate
Ensaios em Interculturalidade
Estudos da Linguagem
Gêneros e Formação
História, Ciências Sociais e Economia
Histórias de Leitura
Idéias sobre Linguagem
Leitura e Bibliotecas Escolares
Leituras no Brasil
Letramento, Educação e Sociedade
Letras em Série
Lingüística
Lingüística e Psicanálise
Literatura
Memória e História da Educação
Mercado de Letras Fundamental
Mercado de Letras Saúde
Mercado de Letras Temas
Série Aurora
Série Bakhtin - Inclassificável
Série Caminhos da Neurolinguística Discursiva
Série Drogas, Política e Cultura
Série Educação Geral, Superior e Formação Continuada do Educador
Série Educação Matemática
Série Espaços da Linguística de Corpus
Série Estudos do Léxico
Série Estudos em Políticas Públicas e Educação
Série Literatura, Leitura e Educação Infantil
Teoria Literária
 
Detalhes da Obra Mercado de Letras •
Ousadia Criativa nas Práticas de Educadores Matemáticos

(Organização: Beatriz Silva D´Ambrosio e Celi Espasandin Lopes)

• Beatriz Silva D´Ambrosio
• Celi Espasandin Lopes

DE R$ 64,00 POR R$ 44,80.

E tantos verbos de persuadir requerem os verbos de ousar. De provocar o sujeito a significar sua existência pela contraposição ao que está posto, de forma a atender as suas reais necessidades. Assumir insubmissões é exercer o direito à liberdade de pensar, de questionar, de buscar respostas... a fim de se desenvolver cada vez mais.

Se nosso foco é a aprendizagem matemática de toda e qualquer pessoa, que práticas teremos que assumir para que este objetivo seja alcançado? Seremos ousados em pensar sobre “qual” matemática se deseja aprender?  Confrontaremos o currículo prescrito e a realidade de nossas turmas? Criaremos alternativas avaliativas que dialoguem mais com o processo do que com o produto? Que ações insubordinadas assumiremos para formar pessoas que utilizem o conhecimento matemático em prol da dignidade humana?

Não é possível que a maioria das pessoas prefira a obediência à insubordinação de tornar-se efetivamente capaz de pensar e fazer matemática.

PARTICIPAM DA COLETÂNEA:

Andréia Maria Pereira de Oliveira
Ana Paula Gestoso de Souza
Antonio Carlos de Souza
Beatriz Silva D´Ambrosio (org.)
Cármen Lúcia Brancaglion Passos
Celi Espasandin Lopes (org.)
Cidinéia da Costa Luvison
Conceição Aparecida Cruz Longo
Daniel Clark Orey
Débora de Oliveira
Gabriela Félix Brião
Giovani Cammarota
Jonei Cerqueira Barbosa
Maria Auxiliadora Bueno Andrade Megid
Maurício Rosa  
Regina Célia Grando
Sônia Maria Clareto

 
 
Por: R$ 44,80
ISBN: 978-85-7591-352-9
Páginas: 288
Formato: 12 x 22
Altura: 0
Largura: 0
Comprimento: 0
Acabamento: Brochura
Edição:
Idioma: Português
Ano: 2015
 
 
Forma de Pagamento :