Seja bem-vindo!
Meu Cadastro Meus Pedidos Minha Compra 0 itens
Home Conselhos Editoriais Notícias Lançamentos Fale Conosco
 
As Dimensões da Formação Humana
As Faces da Lingüística Aplicada
Caminhos da Construção
Cenas do Cotidiano Escolar
Coleção Desconstruindo a Violência
Coleção Educação Estatística
Coleção Fazer A_Parecer
Coleção Insubordinação Criativa
Coleção Psicologia em Perspectiva
Coleção TerramaR
Desenvolvimento Humano e Práticas Culturais
Discurso e Ensino
Educação
Educação e Psicologia em Debate
Ensaios em Interculturalidade
Estudos da Linguagem
Gêneros e Formação
História, Ciências Sociais e Economia
Histórias de Leitura
Idéias sobre Linguagem
Leitura e Bibliotecas Escolares
Leituras no Brasil
Letramento, Educação e Sociedade
Letras em Série
Lingüística
Lingüística e Psicanálise
Literatura
Memória e História da Educação
Mercado de Letras Fundamental
Mercado de Letras Saúde
Mercado de Letras Temas
Série Aurora
Série Bakhtin - Inclassificável
Série Caminhos da Neurolinguística Discursiva
Série Drogas, Política e Cultura
Série Educação Geral, Superior e Formação Continuada do Educador
Série Educação Matemática
Série Espaços da Linguística de Corpus
Série Estudos do Léxico
Série Estudos em Políticas Públicas e Educação
Série Literatura, Leitura e Educação Infantil
Teoria Literária
 
Detalhes da Obra Mercado de Letras •
Cultura Letrada no Brasil

Objetos e práticas Márcia Abreu e Nelson Schapochnik (orgs.)

• Márcia Abreu
• Nelson Schapochnik

O surgimento de novas tecnologias chamou a atenção para os modos de produção e circulação da cultura letrada, fazendo com que a história da leitura e do livro avançasse de forma significativa. Ainda que se concentrasse no mais difundido de todos esses objetos – o livro impresso – o interesse dos pesquisadores não se restringiu ao livro, considerando também outras formas assumidas pelos impressos e outros suportes de textos. A atenção a essas formas e suportes é particularmente relevante no Brasil, onde a imprensa aportou tardiamente e o letramento custou a se espalhar pela sociedade.
Esse livro toma parte na construção de uma história da leitura e do livro, examinando diferentes modalidades de comunicação (oral, manuscrito, impresso, hipertexto) e diversas formas e gêneros dos artefatos da cultura letrada (correspondência, cordel, folheto, brochura, almanaque, revista, jornal). Observa, ainda, as possíveis interações entre autor, texto, leitor e livro, assim como os modos de fazer e usar os artefatos da cultura letrada em diferentes contextos da recepção (escola, gabinetes de leitura, bibliotecas, teatro).
Cultura letrada no Brasil: objetos e práticas reúne especialistas que estudam as formas materiais, a produção, a circulação e a recepção de textos no Brasil desde o período colonial até a contemporaneidade. Ao lado das pesquisas nacionais, os trabalhos dos pesquisadores estrangeiros sobre temas afins propiciam novas visadas e abrem perspectivas de interpretação. (Márcia Abreu)

PARTICIPAM DA COLETÂNEA

João Adolfo Hansen, Susana Zanetti, Marisa Lajolo, Rita Marquilhas, Antônio Augusto Batista, Marcello Moreira, Júnia Furtado, Luiz Carlos Villalta, Márcia Abreu (org.), Sandra Vasconcelos, Nelson Schapochnik (org.), Ana Luíza Martins, Isabel Lustosa, João Luís Lisboa, Tânia Regina de Luca, Maria Antonieta Antonacci, Alessandra El Far, Rodrigo Patto Sá Motta, Ana Maria Galvão, Lúcia Bastos Pereira das Neves, Orna Messer-Levin, Jaqueson Luiz da Silva, Gabriela Pellegrino Soares, Mário Feijó, José Luiz Jobim, Aníbal Bragança, Sérgio Bellei, Sônia Regis.

(capa e projeto gráfico: Vande Rotta Gomide


INDISPONÍVEL

 
 
Por: R$ 0,00
ISBN: 85-7591-046-9
Páginas: 520
Formato: 16 x 23 cm
Altura: 30
Largura: 16
Comprimento: 23
Acabamento: Brochura
Edição:
Idioma: Português
Ano: 2009
 
 
Forma de Pagamento :