Seja bem-vindo!
Meu Cadastro Meus Pedidos Minha Compra 0 itens
Home Conselhos Editoriais Notícias Lançamentos Fale Conosco
 
As Dimensões da Formação Humana
As Faces da Lingüística Aplicada
Caminhos da Construção
Cenas do Cotidiano Escolar
Coleção Desconstruindo a Violência
Coleção Educação Estatística
Coleção Fazer A_Parecer
Coleção Insubordinação Criativa
Coleção Psicologia em Perspectiva
Coleção TerramaR
Desenvolvimento Humano e Práticas Culturais
Discurso e Ensino
Educação
Educação e Psicologia em Debate
Ensaios em Interculturalidade
Estudos da Linguagem
Gêneros e Formação
História, Ciências Sociais e Economia
Histórias de Leitura
Idéias sobre Linguagem
Leitura e Bibliotecas Escolares
Leituras no Brasil
Letramento, Educação e Sociedade
Letras em Série
Lingüística
Lingüística e Psicanálise
Literatura
Memória e História da Educação
Mercado de Letras Fundamental
Mercado de Letras Saúde
Mercado de Letras Temas
Série Aurora
Série Bakhtin - Inclassificável
Série Caminhos da Neurolinguística Discursiva
Série Drogas, Política e Cultura
Série Educação Geral, Superior e Formação Continuada do Educador
Série Educação Matemática
Série Espaços da Linguística de Corpus
Série Estudos do Léxico
Série Estudos em Políticas Públicas e Educação
Série Literatura, Leitura e Educação Infantil
Teoria Literária
 
Detalhes da Obra Mercado de Letras •
Significados e Ressignificações do Letramento

- Desdobramentos de uma Perspectiva Sociocultural Sobre a Escrita (Organização: Angela B. Kleiman e Juliana Alves Assis)

• Angela B. Kleiman
• Juliana Alves Assis

DE: R$ 84,00 POR: R$ 58,80 

Os objetivos para este livro são duplos: marcar vinte e cinco anos de pesquisa extremamente profícua no Brasil, numa área de conhecimento que, há menos de três décadas, pouquíssimos educadores e pesquisadores conheciam; de uma perspectiva sincrônica, fazer um retrato das temáticas em pleno desenvolvimento hoje, a partir da vertente sociocultural dos Estudos de Letramento que, inspirada nas obras da década de 1980 de antropólogos como Shirley Heath e Brian Street, marcou presença no cenário acadêmico dos estudos sobre a escrita. Os textos deste volume se identificam com a Linguística Aplicada, e a interdisciplinaridade está bem representada em todos eles, a começar pela articulação com os Estudos da Linguagem, em geral os quadros de teorias enunciativas, pragmáticas e discursivas, com base na concepção dialógica de linguagem do Círculo de Bakhtin e em alguns dos seus desdobramentos, como o Interacionismo Sociodiscursivo da Escola de Genebra. Dependendo do aspecto do objeto delimitado para estudo e investigação, encontramos também relações com Teorias de Leitura da História Cultural ou da Psicologia Cognitiva, com a Teoria das Representações Sociais da Psicologia Social, com a Pedagogia, com os Estudos Culturais, com a Sociolinguística Interacional, com a Sociologia. Caracteriza-se também a interdisciplinaridade da área pelas fortes relações construídas com a Antropologia e com a Etnografia, que muito influenciaram na forma de abordagem do problema, e com a metodologia que permite acessar e entender o objeto de pesquisa.

SOBRE AS ORGANIZADORAS:

Angela B. Kleiman é professora titular aposentada da Unicamp, onde hoje atua como professora colaboradora. Formada em Letras / Inglês na Universidad de Chile, obteve seu mestrado e seu doutorado em Linguística na University of Illinois, EUA. Coordenou a implantação do Departamento de Linguística Aplicada no Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp, em 1982, e a criação dos cursos de Mestrado e Doutorado do Departamento. Publicou os livros Leitura: Ensino e Pesquisa; Texto e Leitor. Aspectos cognitivos da leitura; Oficina de Leitura; Leitura e Interdisciplinaridade: Tecendo redes nos projetos da escola (com Silvia Moraes) e Oficina de Gramática. Metalinguagem para principiantes (com Cida Sepúlveda) e organizou diversas coletâneas nas áreas de leitura, letramento e formação do professor, como Os significados do letramento, entre outras. É fundadora do núcleo de pesquisa “Letramento do Professor” (Unicamp). Email: akleiman@mpc.com.br

Juliana Alves Assis possui mestrado em Estudos Linguísticos e doutorado em Linguística pela UFMG. É professora adjunta IV da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), atuando na graduação e no Programa de Pós-graduação em Letras. É líder do Grupo de Pesquisa, cadastrado no CNPq, “Práticas formativas e profissionais: identidades e representações nos discursos”, que se vincula ao Nellf (Núcleo de Estudos em Linguagens, Letramentos e Formação), da PUC Minas. É também integrante do grupo de pesquisa “Letramento do Professor”. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Análise do Discurso e Linguística Textual, em diálogo com abordagens interacionistas e etnográficas, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, práticas de ensino/aprendizagem de leitura e de escrita acadêmicas. Realizou estágio de pós-doutoramento na Université Stendhal - Grenoble 3, França, desenvolvendo pesquisa sobre o processo de escrita acadêmica e sua relação com as representações sociais dos estudantes, tendo em vista as discussões sobre a didática da escrita e o letramento universitário. É organizadora (com Fanny Rinck e Françoise Boch) do livro Letramento e formação universitária: formar para a escrita e pela escrita, publicado pela editora Mercado de Letras. Email: juassis@terra.com.br

SOBRE OS AUTORES:

Adilson Ribeiro de Oliveira possui graduação em Letras (Unifeg), mestrado em Pedagogia Profissional (ISPETP/Cuba) e doutorado em Letras (PUC Minas). Atualmente é líder do Geali (Grupo de Estudos sobre Ensino e Aprendizagem de Língua Portuguesa), do IFMG - Campus Ouro Preto, e membro do Nellf (Núcleo de Estudos em Linguagens, Letramentos e Formação), da PUC Minas. Seus estudos inserem-se nas abordagens da Linguística do Texto e do Discurso, do Letramento e da Teoria das Representações Sociais. É professor de Língua Portuguesa e Literatura do IFMG - Campus Ouro Branco.

Ana Lúcia Guedes-Pinto possui graduação em Pedagogia pela Faculdade de Educação da Unicamp, mestrado em Educação pela mesma instituição, doutorado em Linguística Aplicada pelo Instituto de Estudos da Linguagem (IEL/Unicamp) e Livre Docência em Educação pela FE/Unicamp. Atualmente é professora da Faculdade de Educação da Unicamp. Tem experiência na área de formação inicial e continuada de professores com ênfase nos Estudos do Letramento, na História Cultural e na História Oral. É líder dos grupos de pesquisa AULA e Letramento do Professor. Tem publicados os livros Rememorando trajetórias da professora-alfabetizadora, Práticas de escrita na formação de professores, Memórias de leitura e formação de professores (em coautoria), todos pela Mercado de Letras; e Formação continuada de professores alfabetizadores (em coautoria), pela Paco Editorial.

Carla Lynn Reichmann é professora associada da Universidade Federal da Paraíba. Atua, principalmente, no eixo de Estágio Supervisionado (Língua Inglesa) do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas e na pós-graduação em Linguística, na linha de pesquisa LA. É integrante dos grupos de pesquisa CNPq Letramentos, Interação e Trabalho (Gelit/UFPB) e Letramento do Professor (IEL/Unicamp). Possui graduação em Comunicação Social pela PUC-SP (1984), mestrado em Ensino de Inglês como Segunda Língua pela School for International Training (1992), doutorado em Letras pela UFSC (2001) e pós-doutorado em LA pela Unicamp (2013). Exerceu a função de coordenadora de Estágios no referido departamento (2009), como também coordenou o GT da Anpoll Formação de Educadores na LA (2010-2012). Atua como professora e orientadora na área de Letras (Linguística Aplicada), com ênfase em pesquisas sobre práticas de letramento acadêmico-profissional voltadas aos seguintes temas: formação, trabalho e identidade do professor de línguas, gênero profissional, estágio supervisionado, biografização.

Carolina Assis Dias Vianna tem graduação em Letras pela Unicamp e mestrado em Linguística Aplicada pela mesma instituição. Atualmente cursa o doutorado em Linguística Aplicada também na Unicamp, sob orientação da Profa. Dra. Angela Kleiman. Tem experiência na área de formação de professores, com ênfase em ensino de língua materna, tendo trabalhado por 5 anos como assessora pedagógica em contexto editorial, e atua há mais de 10 anos em diversos cursos de formação continuada.

Cosme Batista dos Santos possui graduação em Letras pela Universidade de Pernambuco (UPE), mestrado e doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), pós-doutorado em Ciência da Informação, pela Universidade do Porto (UP), Portugal, e pós-doutorado em Lexiculturologia, pela Universidade Católica de Braga, Portugal. Atualmente é professor pleno da Universidade do Estado da Bahia (UNEB, Campus de Juazeiro), com atuação no Programa de Pós-graduação em Educação, Cultura e Territórios Semiáridos (PPGESA). Tem experiência nas áreas de Educação e Linguística Aplicada, com pesquisas realizadas em letramento de professores, em lexicografia cultural e em pragmática lexicultural.  É líder do Grupo de Pesquisa “Políticas de Letramento na Comunicação Intercultural” (GPL).

Daniella Lopes Dias Ignácio Rodrigues possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Montes Claros, mestrado em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas) e doutorado em Linguística Aplicada pelo LAEL (PUC/SP). Realizou estágio de doutorado na Université de Genève, Suíça. É professora adjunta IV da PUC Minas, atuando na graduação e na pós-graduação, onde também se integra ao Nellf (Núcleo de Estudos em Linguagens, Letramentos e Formação). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Análise do Discurso, atuando principalmente nos seguintes temas: letramento acadêmico, discurso, linguagem e trabalho, revisão de textos.

Ermelinda M. Barricelli possui graduação em Letras e em Pedagogia, mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem na linha Linguagem e Educação, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), e Doutorado pelo mesmo programa na linha Linguagem e Trabalho. Realizou estágio doutoral no Conservatoire National des Arts et Métiers de Paris (CNAM). Realizou pós-doutorado na Faculdade de Educação da Unicamp. Tem experiência na formação de professores de Educação Infantil, com especial ênfase para as questões de linguagem e currículo. Atua como professora em curso de Pedagogia da Famesp. É membro do Grupo Alter-Age.

Gilda Maria Rodrigues Fonseca possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Montes Claros e mestrado em Linguística e Linguística Aplicada pela Universidade Federal de Uberlândia. Atualmente é doutoranda no Programa de Pós-graduação em Letras da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, área de Linguística e Língua Portuguesa. Tem experiência na área de Língua Portuguesa e Linguística e atua como professora de Língua Portuguesa no Instituto Federal Norte de Minas Gerais - IFNMG - Campus Montes Claros.

Hejaine de Oliveira Fonseca possui graduação em Letras (Português/Inglês) pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), mestrado em Linguística pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela PUC Minas. Atualmente é Professora Adjunta do Curso de Letras da UFVJM. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente com ensino e aprendizagem de línguas, educação a distância, leitura e letramento. É coordenadora geral do Programa Idiomas sem Fronteiras - IsF/UFVJM. Participa do Grupo de Pesquisa Na Língua, vinculado ao Curso de Letras (Português/Inglês) da UFVJM.

Ivoneide Bezerra de Araújo Santos Marques possui graduação em Letras, especialização em leitura e produção de texto, mestrado e doutorado em Estudos da linguagem na área de Linguística Aplicada. Atualmente, é professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN). É membro dos grupos de pesquisa “Letramento e Etnografia” (UFRN) e “Letramento do professor” (Unicamp). Seus interesses de pesquisa se voltam para as questões relacionadas ao ensino e à aprendizagem da leitura e da escrita, aos letramentos, à educação de jovens e adultos (EJA) e à formação de professores de Língua Portuguesa.

Janaína Zaidan Bicalho Fonseca é graduada em Letras pela Universidade Federal de Viçosa, com mestrado e doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Atualmente, é professora adjunta da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campus de Aquidauana, e coordenadora do curso de Letras dessa instituição. Tem experiência em Linguística Aplicada e Análise do Discurso. É líder do grupo de pesquisa em ensino de língua portuguesa (Grupelp) e editora-chefe da revista Primeira Escrita. Interessa-se principalmente pelos seguintes temas: gêneros textuais, prática de ensino/aprendizagem de leitura e de escrita na escola e na universidade, representações do/sobre o professor e estágio nas licenciaturas.

João Batista Martins possui graduação em Literatura e Língua Portuguesa pela Fale/UFMG e mestrado em Linguística pela Fale/UFMG. Atualmente é doutorando no Programa de Pós-graduação em Letras da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, área de Linguística e Língua Portuguesa. Tem experiência na área de Letramentos Acadêmicos e dois livros publicados de poesia.

Josa Coelho Irigoite é graduada em Letras/Português pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e em Jornalismo pela Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul); mestre e doutora em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente é professora substituta da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem experiência na área de Linguística Aplicada, com ênfase em Ensino e Aprendizagem de Língua Materna. É membro do Grupo de Pesquisa “Cultura Escrita e Escolarização” e do Núcleo de Estudo em Linguística Aplicada - Nela - vinculado à UFSC.

Karine Correia dos Santos de Oliveira possui graduação em Letras (Língua Portuguesa e Espanhola) pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, especialização em Leitura e Produção de Textos (Língua Portuguesa) pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestrado pelo Programa de Pós-graduação em Letras (Linguística e Língua Portuguesa) da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Atualmente é doutoranda no Programa de Pós-graduação em Letras da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, área de Linguística e Língua Portuguesa. É editora da revista de divulgação científica ContraPonto (PUC  Minas) e professora de Língua Portuguesa.

Kátia Maria Rodrigues Gomes possui graduação (licenciatura plena) em Letras (Português/Inglês) pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), especialização em Língua Portuguesa com Formação Pedagógica para o Magistério Superior, pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP), mestrado em Crítica Cultural pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). É professora assistente da Universidade de Pernambuco (UPE) e tem experiência na área de Letras, em formação continuada de professores, em ensino da língua portuguesa e em educação escolar indígena.

Laureci Ferreira da Silva possui graduação em Letras Vernáculas e mestrado em Língua e Literatura pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente, é doutoranda na Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia. Tem grande experiência, como docente no ensino básico da rede Estadual da Bahia. É participante do grupo de pesquisa “Núcleo de Estudos das Linguagens e suas Tecnologias”, do Instituto de Letras (UFBA), e do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação e Linguagem (Gelling). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em ensino/aprendizagem, formação de professores, atuando principalmente nos seguintes temas: letramentos, formação leitora e escritora de professores de Língua Portuguesa e discentes.

Luanda Sito possui graduação em Letras (Português/Espanhol) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Obteve seu mestrado em Linguística Aplicada pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e o doutorado em Linguística Aplicada na mesma instituição, ambos sob orientação da profª. Angela B. Kleiman. Participa dos grupos de pesquisa “Letramento do Professor” (Unicamp) e “Educación y Diversidad Internacional” (UdeA/Colombia). Atualmente, é professora visitante na Faculdade de Educação da Universidad de Antioquia, Colômbia, desenvolvendo projetos principalmente nos temas de letramento, ações afirmativas, educação do campo, interculturalidade, equidade e formação de professores. Publicou o livro Letramentos: rupturas, deslocamentos e repercussões de pesquisas em Linguística Aplicada (com Cláudia Vóvio e Paula De Grande), pela editora Mercado de Letras. Email: luandasito@gmail.com

Luzia Bueno possui graduação em Letras (IEL) e em Ciências Sociais (IFCH) pela Unicamp, mestrado em Linguística Aplicada (IEL), também pela Unicamp, sob orientação de Angela B. Kleiman, e doutorado em Estudos da Linguagem na linha Linguagem e Educação, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), sob orientação de Anna Rachel Machado; realizou estágio doutoral na Universidade de Genebra (Suíça), sob a orientação de Jean-Paul Bronckart. Possui pós-doutorado no Instituto de Estudos da Linguagem (IEL), da Unicamp, sob a supervisão de Angela Kleiman. Tem experiência na formação de professores de Educação Básica, com especial ênfase para as questões de leitura e escrita.  Atua como professora no Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Educação da Universidade São Francisco (USF), onde também leciona em Curso de Pedagogia. É líder do Grupo Alter-Lege (Análise da Linguagem, Trabalho Educacional e suas Relações, Letramento, Gêneros textuais e Ensino), com sede na USF, e vice-líder do Grupo Alter-Age (Análise da Linguagem, Trabalho Educacional e suas Relações, Aprendizagem, gêneros textuais e ensino), com sede na USP.

Maria Alzira Leite possui graduação em Letras pelo Centro Universitário de Belo Horizonte - UNIBH, especialização em Psicopedagogia pelo IEC, PUC Minas, mestrado em Estudos Linguísticos e Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas; Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela mesma instituição. Desenvolve estudos principalmente nos seguintes temas: discursos, gêneros, letramentos, produção de sentido, representações sociais, formação de professores e trabalho docente. Possui experiência no ensino fundamental e médio, no EJA, atuando, no nível superior, nos cursos de Pedagogia e Letras. Atualmente, é professora no Mestrado em Letras, na Universidade Vale do Rio Verde - UninCor e Líder do grupo de pesquisa Logos - Estudos de Língua, linguagem e discurso. Sob a supervisão de Maria José Coracini, frequenta atualmente o IEL - Unicamp, em estágio de Pós-doutoramento.

Maria Angela Paulino Teixeira Lopes é formada em Letras (UFMG), com especialização em Ciências Sociais Aplicadas à Educação (FAE-UFMG). É mestre em Língua Portuguesa pela PUC Minas e doutora em Linguística pela Fale/UFMG). Coautora de livros didáticos de língua portuguesa para a Educação Básica, atualmente é professora adjunta IV da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, onde atua na graduação e no Programa de Pós-graduação em Letras. Coordena o Estágio Supervisionado Profissional (Letras), integra o grupo Nellf (Núcleo de Estudos, Linguagem, Letramento e Formação) e desenvolve pesquisas sob a perspectiva da Linguística Aplicada e da Análise do Discurso, focalizando os seguintes objetos e/ou temas: referenciação, gêneros de discurso, formação docente, representações sociais, construção identitária e letramento acadêmico. E-mail:  ma.paulino@globo.com

Maria do Socorro Oliveira possui graduação em Letras pela Universidade Estadual da Paraíba, mestrado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba e doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas. Realizou pós-doutorado na Universidade Estadual de Campinas, sob a supervisão da Profa. Dra. Angela B. Kleiman. É professora titular das áreas de Linguística e Linguística Aplicada e líder do grupo de pesquisa “Letramento e Etnografia” na Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Atua no Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem (PPgEL) e no Programa de Mestrado Profissional em Letras (Profletras). Desenvolve pesquisas nas seguintes áreas de estudo: letramentos, formação docente e gênero discursivo.

Marília Curado Valsechi é licenciada em Letras (Português/Espanhol) pela Unesp (campus de São José do Rio Preto), mestre em Linguística Aplicada pela Unicamp e doutora em Linguística Aplicada também pela Unicamp. Tem experiência na área de ensino de língua materna e formação de professores, inicial e continuada, tendo atuado como professora substituta no curso de Letras de uma universidade pública, trabalhando como professora formadora e orientadora de estágio supervisionado. É integrante do grupo de pesquisa “Letramento do Professor”.

Mary Elizabeth Cerutti-Rizzatti é graduada em Letras, mestre em Linguística pela PUC/RS e doutora em Linguística pela UFRGS. Tem pós-doutorado em Filosofia da Linguagem pela Università degli Studi Aldo Moro - Bari/Itália. É líder do Grupo de “Pesquisa Cultura Escrita e Escolarização” e coordena o “Núcleo de Estudos em Linguística Aplicada”, ambos ligados à Universidade Federal de Santa Catarina. Atua no Programa de Pós-graduação em Linguística da UFSC e se dedica ao estudo do ensino e da aprendizagem em Língua Portuguesa, contemplando discussões sobre formação de professores, imersão na cultura escrita, alfabetização e letramento. Fundamentando sua atuação em uma abordagem histórico-cultural, coordenou o processo de atualização da Proposta Curricular de Santa Catarina (2014) na área de Linguagens.

Paula Baracat De Grande possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Campinas, mestrado e doutorado em Linguística Aplicada pela mesma instituição, ambos sob orientação da profa. Dra. Angela Kleiman. Atualmente é assessora pedagógica no contexto editorial e professora na pós-graduação em Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa da Universidade Estácio de Sá. Tem experiência na área de formação de professores, com ênfase em ensino de língua materna e estudos de letramento, tendo atuado como professora da escola básica e de diferentes cursos de formação continuada e especialização de professores. Participa do grupo de pesquisa “Letramento do Professor” desde 2004.

Sílvia Letícia Matievicz Pereira possui graduação em Letras (Português/Inglês), pela Unioeste e mestrado em Letras - Linguagem e Sociedade, pela mesma universidade. Atualmente é aluna do programa de doutorado em Linguística Aplicada da Unicamp, sob orientação da profa. Dra. Angela Kleiman, e docente efetiva do Instituto Federal do Paraná, campus Foz do Iguaçu. Tem experiência no ensino de Língua Portuguesa e Língua Inglesa para a educação básica e na formação universitária inicial e continuada de professores de Língua Portuguesa. No campo da pesquisa, tem experiência na área de Linguística Aplicada, abordando principalmente os seguintes temas: letramento, letramento profissional do professor, ensino de língua portuguesa, gêneros discursivos e ensino de línguas, leitura, formação de professores, formação de leitores e trajetórias docentes. É integrante do Grupo de Pesquisa “Letramento do Professor”.

Simone Bueno Borges da Silva possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), mestrado e doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pós-doutorado também pela Unicamp, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Atualmente é professora da Universidade Federal da Bahia (UFBA), atuando na graduação e pós-graduação. Tem experiência na área de formação de professores, estudos de letramento. Coordena o Núcleo de Estudos das Linguagens e Tecnologias e participa do grupo de pesquisa “Letramento do professor”.

Suziane Mossmann é graduada em Letras (Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa) e mestre em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente, é doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da UFSC, na área de concentração em Linguística Aplicada, com enfoque em estudos sobre formação de professores de Linguagem. Participa do Grupo de Pesquisa “Cultura Escrita e Escolarização” e do “Núcleo de Estudos em Linguística Aplicada” (Nela), vinculados à UFSC. Tem experiência na docência em Educação Básica, Educação de Jovens e Adultos e Educação a Distância.

 
 
Por: R$ 58,80
ISBN: 978-85-7591-430-4
Páginas: 480
Formato: 14 x 21
Altura: 0
Largura: 0
Comprimento: 0
Acabamento: Brochura
Edição:
Idioma: Português
Ano: 2016
 
 
Forma de Pagamento :