Seja bem-vindo!
Meu Cadastro Meus Pedidos Minha Compra 0 itens
Home Conselhos Editoriais Notícias Lançamentos Fale Conosco
 
As Dimensões da Formação Humana
As Faces da Lingüística Aplicada
Caminhos da Construção
Cenas do Cotidiano Escolar
Coleção Desconstruindo a Violência
Coleção Educação Estatística
Coleção Fazer A_Parecer
Coleção Insubordinação Criativa
Coleção Psicologia em Perspectiva
Coleção TerramaR
Desenvolvimento Humano e Práticas Culturais
Discurso e Ensino
Educação
Educação e Psicologia em Debate
Ensaios em Interculturalidade
Estudos da Linguagem
Gêneros e Formação
História, Ciências Sociais e Economia
Histórias de Leitura
Idéias Sobre Linguagem
Leitura e Bibliotecas Escolares
Leituras no Brasil
Letramento, Educação e Sociedade
Letras em Série
Lingüística
Lingüística e Psicanálise
Literatura
Memória e História da Educação
Mercado de Letras Fundamental
Mercado de Letras Saúde
Mercado de Letras Temas
Série Aurora
Série Bakhtin - Inclassificável
Série Caminhos da Neurolinguística Discursiva
Série Drogas, Política e Cultura
Série Educação Geral, Superior e Formação Continuada do Educador
Série Educação Matemática
Série Espaços da Linguística de Corpus
Série Estudos do Léxico
Série Estudos em Políticas Públicas e Educação
Série Literatura, Leitura e Educação Infantil
Teoria Literária
 
Detalhes da Obra Mercado de Letras •
Culturas Orais, Culturas do Escrito: Intersecções

(Organização: Ana Maria de Oliveira Galvão, Juliana Ferreira de Melo e Mônica Yumi Jinzenji)

• Ana Maria de Oliveira Galvão
• Juliana Ferreira de Melo
• Mônica Yumi Jinzenji

DE: R$ 98,00   POR: R$ 68,60

Que transformações têm havido nos modos de participação nas culturas do escrito entre o final do século XIX e o início do XXI? Como elas têm ocorrido? Quais são os sujeitos envolvidos? Como se relacionam as culturas do escrito e a oralidade? Que questões se colocam para o nosso tempo?

Estes e outros temas são tratados neste livro, fruto de reflexão coletiva realizada pelo Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Cultura Escrita, da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais. Os estudos orientam-se a partir da análise de instâncias (destacando-se a escola, a Igreja, a família e o teatro), de objetos (em especial os livros, as correspondências e os haiku), de sujeitos (mulheres e homens, escritores e leitores) e de meios de inscrição, produção e transmissão (abordando as interrelações entre o oral e o escrito, as imagens e o digital). Investigam-se tanto indivíduos e grupos com longa inserção nas culturas do escrito, assim como sujeitos analfabetos, semialfabetizados e “novos letrados”. Complexa e abrangente, esta obra terá lugar especial nas estantes de todos os que se interessam pelas culturas orais, culturas do escrito e suas intersecções.

SOBRE AS ORGANIZADORAS:

Ana Maria de Oliveira Galvão - Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco, é mestra e doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, onde atua na graduação e na pós-graduação. Realizou estágio-sanduíche no Institut National de Recherche Pédagogique (INRP), na França, e estágio sênior (Capes) na Northern Illinois University, Estados Unidos. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cultura Escrita e do Centro de Pesquisas em História da Educação (Gephe). Publicou diversos capítulos de livros, artigos em periódicos e livros, como Cordel: leitores e ouvintes (Autêntica, 2001); Livros escolares de leitura no Brasil: elementos para uma história (Mercado de Letras, 2009, em coautoria); História da cultura escrita: séculos XIX e XX (Autêntica, 2007, co-organização). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq.

Juliana Ferreira de Melo - Possui graduação em Letras e mestrado e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, com estágio de doutorado no exterior (PDSE/Capes) na Université de Paris-Nanterre - Paris X, na França. É professora do Centro Pedagógico da Escola de Educação Básica e Profissional da mesma Universidade e membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cultura Escrita e do Centro de Pesquisas em História da Educação (Gephe). Desenvolve pesquisas em história da educação, história da leitura e atua em projetos de formação de professores da Educação Básica, principalmente na área de Educação de Jovens e Adultos. É autora de capítulos, artigos em periódicos e co-organizadora do livro História da cultura escrita: séculos XIX e XX (Autêntica, 2007).

Mônica Yumi Jinzenji - Possui graduação em Psicologia, mestrado, doutorado (com estágio sanduíche na University of Michigan) e pós-doutorado (CNPq) em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professora da Faculdade de Educação da UFMG, onde atua na graduação e na pós-graduação. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Cultura Escrita e do Centro de Pesquisas em História da Educação (Gephe), desenvolve pesquisas em história da educação, história da leitura e da escrita e impressos periódicos do século XIX. É autora do livro Cultura impressa e educação da mulher no século XIX (Editora UFMG, 2010) e de diversos capítulos e de artigos em periódicos, além de ter participado da organização de livros.

SOBRE OS AUTORES:

Adlene Silva Arantes - Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco, é mestra em Educação pela mesma universidade e doutora em Educação pela Universidade Federal da Paraíba. É professora da Universidade de Pernambuco (UPE) - Campus Mata Norte (FFPNM), onde atua na graduação e no Mestrado Profissional de Educação. É coordenadora do Curso de Pedagogia do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) - UPE/Mata Norte. É pesquisadora do Grupo de Estudos em História Sociocultural da América Latina (GEHSCAL); do Grupo História e Memória da UPE; do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre História da Educação e Ensino de História em Pernambuco (Nephepe/UFPE) e do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Cultura Escrita (UFMG).

Ana Paula Pedersoli Pereira - Possui graduação em Pedagogia e mestrado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente, é doutoranda do programa de Pós-Graduação em Educação da Fae/UFMG e professora do 1ª ciclo da Rede Municipal de Belo Horizonte. Membro do Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita (Ceale) e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cultura Escrita, desenvolve pesquisas em alfabetização, história da alfabetização, história da leitura e da escrita, impressos religiosos e populares e modos de participação na cultura escrita.

Andrea Tereza Brito Ferreira - Possui mestrado em Educação e doutorado em Sociologia pela Universidade Federal de Pernambuco, além de pós-doutorado em Educação pela Universidade Paris VIII. É professora do Centro de Educação e vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFPE. Membro do grupo de pesquisa em Educação e Linguagem do PPGE, orienta estudantes de mestrado e doutorado. É autora e organizadora de livros e de diversos artigos sobre formação de professores, alfabetização e práticas de leitura e escrita.

Carlos Henrique de Souza Gerken - Possui graduação em Psicologia e mestrado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, e doutorado em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo. É professor do Departamento de Psicologia e do Programa de Mestrado em Educação da Universidade Federal de São João del-Rei. Faz parte do Laboratório de Pesquisas e Intervenção Psicossocial do Departamento de Psicologia da UFSJ. Desenvolve pesquisas a respeito das relações entre Linguagem, Cultura e Cognição, onde busca articulações entre a Psicologia Histórico-Cultural e a Antropologia. Colaborador do Grupo de Pesquisas em Educação Indígena e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cultura Escrita da UFMG, é autor de diversos capítulos de livros e artigos em periódicos.

Carmem Lucia Eiterer - Possui bacharelado em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP). Licenciada, mestre e doutora em Educação pela Faculdade de Educação da mesma universidade, é professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, onde integra o Núcleo de Estudos e Pesquisas em Educação de Jovens e Adultos (Neja) e a linha de Pesquisa Educação, Cultura, Movimentos Sociais e Ações Coletivas do Programa de Pós-Graduação em Educação da mesma instituição. Publicou diversos capítulos, artigos em periódicos e participou da organização de livros, como Sujeitos da educação, diversidade e participação política (Mazza, 2013).

Carolina Mafra de Sá - Possui graduação em Design de Ambientes, pela Universidade do Estado de Minas Gerais, e em Pedagogia, pela Universidade Federal de Minas Gerais, onde também cursou mestrado e doutorado (com estágio sanduíche, Capes, na Université Paris-Ouest Nanterre la Défense) em Educação. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cultura Escrita e do Centro de Pesquisas em História da Educação (Gephe), desenvolve pesquisas em história da educação, história da educação dos sentidos e das sensibilidades, história das artes do espetáculo.

Cecília Rodrigues Fadul - Possui graduação em História e em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais, onde também concluiu o mestrado em Educação. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cultura Escrita e do Centro de Pesquisas em História da Educação (Gephe), desenvolve pesquisas em história da educação, história da escola e representações da escola no século XX.

Clara Maria Miranda de Sousa - Graduada em Pedagogia, especialista em Psicopedagogia, atualmente é mestranda em Educação pela Universidade de Pernambuco - Campus Petrolina. É professora da Rede Estadual da Bahia e membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação, Fenomenologia e Esportes, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Desenvolve pesquisas em história da leitura e da escrita e em educação de jovens e adultos.

Daniela Perri Bandeira - Possui graduação em Letras e mestrado e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professora da Faculdade Interdisciplinar em Humanidades (FIH) da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM). Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cultura Escrita. Desenvolve pesquisas nas áreas de alfabetização e letramentos.

Eliane Marta Teixeira Lopes - Graduada em Pedagogia e mestra em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, possui doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo e pós-doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cultura Escrita e do Centro de Pesquisas em História da Educação (Gephe). Professora Titular e Emérita da UFMG, é professora visitante sênior da Capes no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Ouro Preto, onde orienta alunos sobre a História da educação musical em Minas Gerais. É autora de diversos capítulos de livros, artigos em periódicos e livros, como Colonizador-colonizado: uma relação educativa no movimento da história (UFMG, 1985) e Da sagrada missão pedagógica (Universidade de São Francisco, 2003).

Eliane Peres - Professora Titular da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), é graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), mestra em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, com estágio no exterior (PDEE/Capes) na Universidade de Lisboa. Realizou estágio de pós-doutorado (Capes) na University of Illinois at Urbana-Champaign (USA). Na UFPel, onde é professora desde 1991, atua na graduação e na pós-graduação. Líder do grupo de pesquisa História da Alfabetização, Leitura, Escrita e dos Livros Escolares (Hisales), é co-organizadora de diversos livros, como Cartas de professor@s, cartas a professor@s: escrita epistolar e história da educação (Redes, 2009) e autora de capítulos e de artigos em periódicos.

Fabiana Cristina da Silva - Possui graduação em Pedagogia e mestrado em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco, onde atualmente cursa o doutorado em Educação. É professora do Departamento de Educação da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e membro do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre História da Educação e Ensino de História em Pernambuco (UFPE) e do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Cultura Escrita (UFMG). Desenvolve pesquisas nas áreas de história da educação e linguagem, principalmente sobre práticas de leitura e escrita e longevidade escolar em famílias de meios populares.

Isabel Cristina Alves da Silva Frade - Graduada em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, possui mestrado e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutorado na Universidade de São Paulo (USP) e no Institut National de Recherche Pédagogique (INRP). É professora Titular da Faculdade de Educação da UFMG, onde atua na graduação e na pós-graduação. Pesquisadora do Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita (Ceale) e do Grupo de Estudos sobre Cultura Escrita, tem realizado pesquisas que articulam educação, linguagem e história da cultura escrita. Publicou diversos capítulos, artigos em periódicos e participou da organização de livros, como Glossário Ceale: termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores (UFMG, 2014) e História do ensino de leitura e escrita: métodos e material didático (Editora Unesp, 2014). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq.

Joseni Pereira Meira Reis - Possui graduação em Pedagogia pela Universidade do Estado da Bahia (Uneb) e em História pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro. É mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, onde atualmente cursa o doutorado. É professora do Campus XII da Uneb e membro dos seguintes grupos de pesquisa: Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Cultura Escrita, Centro de Pesquisas em História da Educação (Gephe) e do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão Paulo Freire (Nepe). Desenvolve pesquisas na área de história da educação e da história da leitura e da escrita.

Josiley Francisco de Souza - Professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, possui graduação em Letras, mestrado em Literatura Brasileira e doutorado em Literatura Comparada, pela mesma Universidade. Desenvolve pesquisas com enfoque em expressões poéticas da voz. É também contador de histórias e, além de se apresentar em eventos, ministra oficinas com o objetivo de discutir e desenvolver a arte de narrar.

Keu Apoema - Educadora e contadora de histórias, é especialista em Arte e Educação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, mestra em Educação pela Universidade Federal da Bahia e doutoranda em Educação na Universidade Federal de Minas Gerais, onde investiga o lia a’in, mestre das tradições orais de Timor-Leste. Foi cooperante do Programa de Qualificação Docente e Ensino de Língua Portuguesa em Timor-Leste (PQLP/Capes, 2014-2016) e organizou, com Vicente Paulino, o livro Tradições orais de Timor-Leste (Casa Apoema/Universidade Nacional Timor Lorosa’e, 2016). Também desenvolveu diferentes projetos de pesquisa e de intervenção no campo das tradições orais, entre os quais Ziri-Ziri: Contos Daqui e Dacolá, a partir de residência artística em Burkina Faso, e Cheganças, em cidades do interior da Bahia.

Larissa Maria de Resende Neiva - Graduada em Pedagogia e mestre em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professora do 1º Ciclo do Ensino Fundamental, na Rede Municipal de Belo Horizonte.  

Lisiane Sias Manke - É professora do Departamento de História e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Pelotas. Possui graduação em História, especialização em História do Brasil, mestrado e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Pelotas, com estágio de doutorado no exterior (PDEE/Capes) na École Normale Supérieure de Lyon, na França. Realizou pós-doutorado (CNPq) na Universidade Federal de Minas Gerais. É integrante dos seguintes grupos de pesquisa: História da Alfabetização, Leitura, Escrita e dos Livros Escolares (Hisales), Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Cultura Escrita e do Centro de Pesquisas em História da Educação (Gephe). É autora de diversos capítulos de livros e artigos em periódicos.

Maria Betânia e Silva - Licenciada em Educação Artística - Artes Plásticas e mestra em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco, posssui doutorado (com estágio sanduíche no Institut National de Recherche Pédagogique, na França) em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professora do Centro de Artes e Comunicação da UFPE, onde atua na graduação e na pós-graduação em Artes Visuais. É membro do Centro de Pesquisas em História da Educação (Gephe) e do Grupo de Pesquisa Arte, Educação e Diversidade Cultural. Desenvolve pesquisas em história do ensino da arte e memórias, práticas pedagógicas e formação docente em arte. É autora do livro A inserção da arte no currículo escolar (Editora UFPE, 2016), de capítulos e de artigos em periódicos, além de ter co-organizado diversos livros, como Memórias não são só memórias: a Escolinha de Arte do Recife (1953-2013) (Editora da UFPE, 2013).

Maria José Francisco de Souza - Possui graduação em Letras pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, mestrado, doutorado e pós-doutorado (CNPq) em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais. É professora da Faculdade de Educação da UFMG, membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Cultura Escrita e do Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita (Ceale). Desenvolve pesquisas em ensino de leitura e escrita, história da leitura e da escrita e sobre as relações entre igreja católica e participação nas culturas do escrito. Autora de capítulos de livros e de artigos em periódicos, é co-organizadora do livro História da cultura escrita: séculos XIX e XX (Autêntica, 2007).

Maria Raquel Dias Sales Ferreira - Licenciada em Letras com habilitação em Português pela Universidade Federal de Minas Gerais, é mestre em Educação pela mesma instituição, na linha de pesquisa Educação, Cultura, Movimentos Sociais e Ações Coletivas. Integra o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Cultura Escrita e participou do Núcleo de Educação de Jovens e Adultos (Neja) e do Grupo de Estudos Interdisciplinar Quilombola. Atualmente, é professora no ensino básico na área de Língua Portuguesa, Literatura e Estudos Linguísticos.

Raquel Cristina Baêta Barbosa - Possui graduação em Pedagogia e mestrado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais, onde atualmente cursa o doutorado em Educação. Professora da Rede Municipal de Belo Horizonte, é membro do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Cultura Escrita e do Centro de Alfabetização, Leitura e Escrita (Ceale). Desenvolve pesquisas na área de literatura infantil, história do livro e da leitura, história da poesia infantil brasileira.

Shirley Aparecida de Miranda - Graduada em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Minas Gerais, possui mestrado e doutorado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutorado na Universidade de Coimbra (UC), no Centro de Estudos Sociais (CES). É professora da Faculdade de Educação da UFMG, onde atua no Departamento de Administração Escolar, integra a equipe de docentes do Curso de Formação Intercultural de Educadores Indígenas e a coordenação do Programa Ações Afirmativas. Na pós-graduação integra a linha de pesquisa Educação, Cultura, Movimentos Sociais e Ações Coletivas. Coordena o Grupo de Pesquisa Quilombos e Educação.

Simone Aparecida Neves - Graduada em Pedagogia pela Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, atualmente é mestranda em Educação pela mesma instituição e professora de Educação Infantil da Rede Municipal de Belo Horizonte.

Vania Grim Thies - Professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), possui graduação em Pedagogia, especialização em Alfabetização e Letramento, mestrado e doutorado em Educação pela mesma instituição. Na UFPel, onde é professora desde 2010, atua na graduação e na pós-graduação, na linha de pesquisa “Cultura Escrita, Linguagens e Aprendizagem”. Vice-líder do grupo de pesquisa História da Alfabetização, Leitura, Escrita e dos Livros Escolares (Hisales), desde 2013, é autora de diversos capítulos de livros e de artigos em periódicos.

 
 
Por: R$ 68,60
ISBN: 978-85-7591-486-1
Páginas: 476
Formato: 16 x 23
Altura: 0
Largura: 0
Comprimento: 0
Acabamento: Brochura
Edição:
Idioma: Português
Ano: 2017
 
 
Forma de Pagamento :