Seja bem-vindo!
Meu Cadastro Meus Pedidos Minha Compra 0 itens
Home Conselhos Editoriais Notícias Lançamentos Fale Conosco
 
As Dimensões da Formação Humana
As Faces da Lingüística Aplicada
Caminhos da Construção
Cenas do Cotidiano Escolar
Coleção Desconstruindo a Violência
Coleção Educação Estatística
Coleção Fazer A_Parecer
Coleção Insubordinação Criativa
Coleção Psicologia em Perspectiva
Coleção TerramaR
Desenvolvimento Humano e Práticas Culturais
Discurso e Ensino
Educação
Educação e Psicologia em Debate
Ensaios em Interculturalidade
Estudos da Linguagem
Gêneros e Formação
História, Ciências Sociais e Economia
Histórias de Leitura
Leitura e Bibliotecas Escolares
Leituras no Brasil
Letramento, Educação e Sociedade
Letras em Série
Lingüística
Lingüística e Psicanálise
Literatura
Memória e História da Educação
Mercado de Letras Fundamental
Mercado de Letras Saúde
Mercado de Letras Temas
Perspectivas e Desafios na Formacao de Professores da Educacao Basica
Série Aurora
Série Bakhtin - Inclassificável
Série Caminhos da Neurolinguística Discursiva
Série Drogas, Política e Cultura
Série Educação Geral, Superior e Formação Continuada do Educador
Série Educação Matemática
Série Espaços da Linguística de Corpus
Série Estudos do Léxico
Série Estudos em Políticas Públicas e Educação
Série Literatura, Leitura e Educação Infantil
Teoria Literária
Toda Crianca Pode Aprender
 
Detalhes da Obra Mercado de Letras •
Educar na Perspectiva Historico-Cultural - Dialogos Vigotskianos

(Organização: Daniela Barros, Patrícia Lima Martins Pederiva e Saulo Pequeno)

• Daniela Barros
• Patricia Lima Martins Pederiva
• Saulo Pequeno

DE R$ 48,00   POR R$ 33,60

É significativo falar sobre educação na perspectiva histórico-cultural? (O título desta publicação parece sugerir uma resposta positiva). E, se o objetivo é desenvolver uma perspectiva histórico-cultural para educação, é suficiente apenas entrar em diálogo com ideias encontradas nos textos de Vigotski? Estas questões desafiadoras são tratadas na discussão a seguir, em que uma parte das respostas é estabelecida na importante discussão de Vigotski sobre a relação entre prática e pesquisa científica. (Seth Chaiklin)

Educar na perspectiva histórico-cultural tem sido uma escolha, como caminho pedagógico para muitos educadores, não somente no Brasil, mas em muitos lugares do mundo. A opção por essa perspectiva requer, de todos àqueles que desejam calcar-se em uma prática educativa consciente e responsável, um mergulho teórico-filosófico que demanda reflexões e conhecimentos para além da realidade em que vivemos, seja ela econômica, ideológica ou histórica, de nosso mundo capitalista ocidental de herança cartesiana. Para compreendê-la, é preciso mergulhar em um Vigotski soviético, de base spinozista e marxista. É imprescindível situar suas ideias historicamente. (Patrícia Pederiva)

SOBRE OS ORGANIZADORES:

Daniela Barros - Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade de Brasília. Mestre em Educação pelo mesmo Programa. Graduação em Pedagogia pela Faculdade de Educação da UnB. Membro pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Práticas Educativas - GEPPE/FE/UnB, em pesquisas sobre educação e constituição humana em contextos de transmissão oral de saberes nas culturas populares, povos e comunidades tradicionais.

Patrícia Lima Martins Pederiva - Licenciatura em Música pela Universidade de Brasília (1987); Especialização em Execução Musical pela Universidade de Brasília (2000); Mestrado em Educação (Ensino-aprendizagem) pela Universidade Católica de Brasília (2005); Doutorado em Educação pela Universidade de Brasília (Escola, Aprendizagem e Trabalho Pedagógico 2009); Pós-Doutorado no Departamiento de Psicologia Evolutiva y Educación de la Universidad Autónoma de Madrid, España; Professora do Departamento de Métodos e Técnicas da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília; Professora do PPGE - Programa de Pós-Graduação em Educação da UnB na Linha de Pesquisa EAPS (Ensino, Aprendizagem, Desenvolvimento e Subjetividade na Educação), no Eixo de Pesquisa de Processos de Escolarização; Coodenadora do GEPPE - Grupo de Estudos e Pesquisas em Práticas Educativas (Certificado pelo CNPq); Estudiosa da Perspectiva Histórico-cultural de Lev Semionovich Vigotski.

Saulo Pequeno - Doutorando em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Brasília - UnB. Mestre em Educação pela mesma instituição. Bacharel em Ciências Sociais com habilitação em Antropologia pela UnB. Membro pesquisador do GEPPE/FE/UnB - Grupo de Estudos e Pesquisas em Práticas Educativas, atuando em pesquisas sobre educação, criação e autoria nas expressões culturais tradicionais.

SOBRE OS AUTORES:

Andréa Vieira Zanella - Professora titular da Universidade Federal de Santa Catarina e bolsista em produtividade do CNPq. Orientadora de mestrado e doutorado vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFSC. Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Paraná, mestrado e doutorado em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Realizou estudos pós-doutorais na Università Degli Studi di Roma La Sapienza e estudos complementares na UFRGS em 2009. Em 2016 realizou estágio sênior junto a New School for Social Research com bolsa CAPES. Foi coeditora da Revista Psicologia & Sociedade entre 2008 e 2011 e integrou a Direção Nacional da ABRAPSO (gestões 1992-1993, 2010-2011 e 2012-2013). Desenvolveu atividades junto à CAPES na condição de coordenadora adjunta da Câmara II - Sociais e Humanidades, Área Interdisciplinar, entre 2011-2014. Desenvolve projetos de pesquisa e extensão na área de Psicologia Social com os seguintes temas: relações éticas, estéticas e processos de criação; psicologia social e arte; educação estética.

Andréia Pereira de Araújo Martinez - Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Brasília. Possui graduação em Pedagogia (UnB/2004), curso de Especialização em Educação Infantil (UnB/2012) e Mestrado em Educação pelo Programa de Pós-graduação da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília - UnB (2013). Atualmente é professora da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal - SEEDF. Tem experiência na área de Educação, com ênfase nos seguintes temas: criança, infância, educação infantil, educação musical. Com base em estudos na perspectiva histórico-cultural. Membro do GEPPE - Grupo de Estudos e Pesquisas em Práticas Educativas.

Augusto Charan Alves Barbosa Gonçalves - Doutor em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Brasília. Técnico em Violão Erudito/Artes pelo Centro de Educação Profissional (CEP) Escola de Música de Brasília (2007). Licenciado em Educação Artística Habilitação em Música pela Universidade de Brasília (2010). Mestre em Educação Musical pela mesma instituição (2013). Membro do GEPPE - Grupo de Estudos e Pesquisas em Práticas Educativas.

Carolina Picchetti Nascimento - Possui graduação em Educação Física pela Universidade de São Paulo (2005), mestrado em Educação pela Universidade de São Paulo (2010) e doutorado em Educação nesta mesma instituição (2014) com realização de estágio de doutorado sanduíche na Universidade de Bath. Atuou como professora do ensino básico na rede municipal de 2006 a 2009.É membro do GEPAPE (Grupo de estudos e pesquisas sobre a atividade pedagógica - FEUSP) e do LIEPPE (Laboratório Interinstitucional de Estudos e Pesquisas em Psicologia Escolar - IPUSP).

Ivone Garcia Barbosa - Possui graduação em Psicologia pela Faculdade de Psicologia Objetivo (1982), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Goiás (1991) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1997). Atualmente é professora dos cursos de Pedagogia e Psicologia da Universidade Federal de Goiás, do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Goiás. Coordenadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Infância e sua Educação em Diferentes Contextos na Faculdade de Educação - UFG e Coordenadora do GT 07 da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, ANPED. Tem vasta experiência na área de Educação, com ênfase em estudos e pesquisas sobre Infância, Aprendizagem, Desenvolvimento, Didática e Formação de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: psicologia da educação, educação infantil, formação de professores, conceito/autoconceito e currículo.

Josiane Santana Ribeiro - Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Brasília - UnB. Pedagoga (2009) pela Faculdade de Educação da UnB. Professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal - SEDF. Atuou por 10 anos com gestão, formulação e acompanhamento de programas e projetos de cultura, educação e políticas digitais no Governo Federal. Têm experiência em processos de aprendizagem, articulação em rede, elaboração e sistematização de metodologias (presencial e virtualmente) e produção de eventos. É membro e fundadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação e Práticas Inovadoras (GEPEPI - http://www.gepepi.net/).

Luana Maribele Wedekin - Doutora em Psicologia (UFSC); M.A. em História da Arte (The Courtauld Institute of Art, Londres); Mestre em Antropologia Social (UFSC); professora da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp/Campus de Bauru) na graduação em Artes Visuais. Interesses de pesquisa atuais: psicologia e arte; arte russa; história da arte.

Manoel Oriosvaldo de Moura - Professor Titular da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (2005). Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Universidade de São Paulo (1976), mestrado em Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Estadual de Campinas (1983), doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1992) e Professor associado da Universidade de São Paulo (2000). Área de atuação: Educação Matemática com foco em metodologia do ensino de matemática, formação de professores e Teoria da Atividade. Lider do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre a Atividade Pedagógica - GEPAPe.

Marcos Antônio Soares - Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Artística, habilitação em Artes Plásticas, pela Universidade Federal de Goiás (1989), Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Goiás (1994) e Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Goiás (2006). Atualmente é professor adjunto da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás e vice-Líder do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Infância e sua Educação em diferentes contextos (NEPIEC) da Faculdade de Educação da UFG. Tem experiência na área de ensino, produção e pesquisa de Artes Visuais, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de arte, formação de professores, educação infantil, cultura popular e arte contemporânea.

Maria Luiza Dias Ramalho - Atua nas áreas de Educação Infantil, Educação Musical e Formação de Docentes. Mestre em Educação pelo PPGE/UnB com pesquisa na área de Educação Musical. Professora da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal. Graduada em Administração - UPIS e Pedagogia - UniCEUB com especializações em Gestão empresarial com ênfase em Marketing - UPIS e Educação Matemática com pesquisa em Educação Musical - UnB. Estudou no Centro de Educação Profissional - Escola de Música de Brasília - DF e Instituto de Música de Ribeirão Preto.

Roberto Ricardo Santos de Amorim - Fundador do Instituto Batucar/OSCIP (2006) e coordenador do Projeto Batucadeiros, que tem como eixo principal a música corporal, no Recanto das Emas/DF há 15 anos. Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Brasília. Graduado em Licenciatura em Música pela UnB (2006) com ênfase em pesquisa em Educação Musical - UnB. Estudou no Conservatório de MPB de Curitiba - PR e no Centro de Educação Profissional - Escola de Música de Brasília - DF. Atua na área de Educação Musical. Mestre em Educação pelo PPGE/UnB.

Samantha Lodi-Corrêa - Bacharel em Comunicação Social pela Unesp (2002) e licenciada em História (2012). Mestre em Educação pela FE-Unicamp na área: Filosofia, História e Educação (2009). Doutora em História da Educação pela Faculdade de Educação da Unicamp (2016), com doutorado sanduíche na Universidade de Rouen - França. Integrante do grupo de pesquisas Histedbr (História, Sociedade e Educação no Brasil). Professora nas Faculdades Integradas Maria Imaculada em Mogi Guaçu - SP nos cursos de Pedagogia e Licenciatura em História.

Seth Chaiklin - Pesquisador, University College UCC, Copenhagen - Dinamarca. Tem foco geral da pesquisa no desenvolvimento da prática profissional, educação profissional e didática para sujeitos escolares, sob a tradição de pesquisa histórico-cultural. Sua pesquisa em andamento trabalha a didática em ciência natural para sujeitos Entre 14 e 16 anos, com foco especial em sustentabilidade, e no desenvolvimento profissional para professores de ciências, quando há pouco suporte institucional.

Sônia Regina dos Santos Teixeira - Doutora em Psicologia. Professora das áreas de Psicologia da Educação e Educação Infantil dos cursos de Graduação em Pedagogia e Educação Física e do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGED da Universidade Federal do Pará. Orienta o seu trabalho científico por uma abordagem histórico-cultural em pesquisas teóricas e empíricas na interface entre a Psicologia e a Educação, visando extrair implicações para a compreensão da Infância e da Educação Infantil. Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas em Infância e Educação Infantil na Perspectiva Histórico-Cultural - GEPEHC/UFPA. Tem experiência nas áreas de Educação e Psicologia, com ênfase em Educação Infantil, Psicologia do desenvolvimento e infância na Amazônia. É consultora Ad Hoc do GT 07 - Educação de crianças de zero a seis anos da ANPEd.

Suely Amaral Mello - Possui graduação em Letras Modernas pela Universidade Estadual Paulista (1975), mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1981) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1996). Atualmente é professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista/Unesp-Campus de Marília. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Infantil, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria histórico-cultural, aquisição da escrita, relação teoria e prática, formação de professores e práticas educativas com crianças de 0 a 10 anos. É vice-líder do grupo de pesquisa “Implicações Pedagógicas da Teoria Histórico-Cultural” e coordenadora do Grupo de Estudos em Educação Infantil da Faculdade de Filosofia e Ciências, Unesp, Marília.

 
 
Por: R$ 33,60
ISBN: 978-85-7591-516-5
Páginas: 192
Formato: 14 x 21
Altura: 21
Largura: 14
Comprimento: 1
Acabamento: Brochura
Edição:
Idioma: Portugues
Ano: 2018
 
 
Forma de Pagamento :