Seja bem-vindo!
Meu Cadastro Meus Pedidos Minha Compra 0 itens
Home Conselhos Editoriais Notícias Lançamentos Fale Conosco
 
As Dimensões da Formação Humana
As Faces da Lingüística Aplicada
Caminhos da Construção
Cenas do Cotidiano Escolar
Coleção Desconstruindo a Violência
Coleção Educação Estatística
Coleção Fazer A_Parecer
Coleção Insubordinação Criativa
Coleção Psicologia em Perspectiva
Coleção TerramaR
Desenvolvimento Humano e Práticas Culturais
Discurso e Ensino
Educação
Educação e Psicologia em Debate
Educacao Em Ciencias
Ensaios em Interculturalidade
Estudos da Linguagem
Gêneros e Formação
História, Ciências Sociais e Economia
Histórias de Leitura
Idéias Sobre Linguagem
Leitura e Bibliotecas Escolares
Leituras no Brasil
Letramento, Educação e Sociedade
Letras em Série
Lingüística
Lingüística e Psicanálise
Literatura
Memória e História da Educação
Mercado de Letras Fundamental
Mercado de Letras Saúde
Mercado de Letras Temas
Perspectivas e Desafios na Formacao de Professores da Educacao Basica
Série Aurora
Série Bakhtin - Inclassificável
Série Caminhos da Neurolinguística Discursiva
Série Drogas, Política e Cultura
Série Educação Geral, Superior e Formação Continuada do Educador
Série Educação Matemática
Serie Escola e Universidade
Série Espaços da Linguística de Corpus
Série Estudos do Léxico
Série Estudos em Políticas Públicas e Educação
Série Literatura, Leitura e Educação Infantil
Teoria Literária
Toda Crianca Pode Aprender
 
Detalhes da Obra Mercado de Letras •
Circulo de Bakhtin: Concepcoes em Construcao - Volume 4

(Organização: Grenissa Stafuzza e Luciane de Paula)

• Grenissa Bonvino Stafuzza
• Luciane de Paula

DE R$ 69,00    POR R$ 48,30

Ao trazer para o quarto e último volume da coletânea Bakhtin-Inclassificável o tema concepções em construção, desejamos dar voz e corpo às pesquisas que se debruçam sobre os escritos do Círculo de Bakhtin a partir de perspectivas que ofereçam uma abertura no pensamento, assim como é aberta a própria obra do círculo.  Entendemos que a dialogia é o eixo central em torno do qual são produzidas todas as concepções filosóficas do que ficou conhecido como Círculo de Bakhtin e isso ocorre também pelo conjunto da obra em que há concepções em construção com a possibilidade de diálogo teórico de diversos campos do conhecimento, demonstrando a potencialidade da produção teórica bakhtiniana. Nesse sentido, ao trazer para o debate concepções em construção na obra do Círculo de Bakhtin, as pesquisas desenvolvidas dialogam com diversas áreas do conhecimento como a Linguística, a Psicanálise, a Filosofia, as Ciências Sociais, a História, a Comunicação, a Música, a Semiótica, a Literatura, dentre outras, considerando a instância de interação dialógica da linguagem e dos discursos em estudo. Desse ponto de vista é que os capítulos aqui reunidos tratam de concepções em construção do Círculo e relações entre essas concepções, entre o Círculo e outros autores, entre áreas do conhecimento, enfim, sempre de maneira dialógica. Esperamos e sugerimos que todos tenham(os) e façam(os), a partir dos textos aqui existentes e, principalmente, da obra do Círculo de Bakhtin, essa mesma constru-ação.

ORGANIZADORAS:

Grenissa Stafuzza é Professora Associada na Universidade Federal de Goiás, Regional Catalão, onde atua no ensino, na pesquisa e na extensão, tanto na graduação quanto no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem. Possui doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pela Unesp - Araraquara, com estágio de doutorado PDEE (Capes) na Université Paris XII - Val-de-Marne (Paris, França) e pós-doutorado em Estudos Linguísticos (PosLin) pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). É líder do GEDIS - Grupo de Estudos Discursivos e editora da revista CADIS - Cadernos Discursivos (ISSN: 2317-1006 - online). Tem experiência na área de Linguística e atua como pesquisadora no campo da Análise do Discurso de linha francesa e do Círculo de Bakhtin nos seguintes temas: literatura, crítica literária universitária, discurso institucional, verbovocovisualidades em discursos contemporâneos.

Luciane de Paula é Doutora em Linguística e Língua Portuguesa, pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), Campus Araraquara e possui pós-doutorado pela Université François Rabelais (Tours, França). Atualmente é professora do curso de Letras, Departamento de Linguística, da Unesp - Assis e do Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da Unesp - Araraquara. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Análise Dialógica do Discurso e atua, principalmente, nos temas voltados à verbivocovisualidade da linguagem, materializada em enunciados estético-midiáticos (canções, filmes, seriados, peças publicitárias, HQs, textos literários, entre outros). Atua como pesquisadora do Grupo SLOVO, da Unesp/CAr e coordena o GED, na Unesp - CAs. Encontra-se na função de presidente do Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo - GEL, no biênio de 2015 a 2017 e podem ser destacadas as seguintes publicações: Série Bakhtin - Inclassificável, com quatro volumes, dentre inúmeros artigos publicados em periódicos indexados e capítulos de livros.

TRADUTORAS:

Cristiane Carvalho de Paula Brito é mestre e doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas. É professora Associada do Instituto de Letras e Linguística, Curso de Letras-Inglês, na Universidade Federal de Uberlândia. Principais áreas de interesse: formação de professores, ensino-aprendizagem de línguas, Análise do Discurso, Linguística Aplicada. É líder do LEP - Laboratórido de Estudos Polifônicos juntamente com a Profa. Dra. Maria de Fátima Fonseca Guilherme na Universidade Federal de Uberlândia.

Érika Michela Carlos é mestre em Educação pela Universidade Federal de São Carlos e atualmente é aluna especial do Programa de Pós-Graduação em Linguística - curso de Doutorado - da UFSCar. Possui curso de extensão em Didática Avançada do Ensino de Língua Espanhola pela Universidad Antonio de Nebrija, Madrid - España, (2005). É examinadora do DELE no Brasil, tem experiência na área de Letras, com ênfase em Metodologia do Ensino de Línguas Portuguesa e Espanhola. Atua também nas seguintes subáreas: língua espanhola, linguística aplicada ao ensino de E/LE e tradução.

Renata Maria Facuri Coelho Marchezan é docente do Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da Unesp, Câmpus de Araraquara, com Mestrado em Letras, pela mesma Universidade, Doutorado em Linguística, pela Universidade de São Paulo, e Pós-Doutorado, pela University of Sheffield. Seus interesses de pesquisa e suas publicações situam-se nos domínios do dialogismo e da semiótica. Coordena o Slovo-Grupo de estudos do discurso, no âmbito do qual desenvolve, atualmente, duas frentes de estudo do pensamento bakhtiniano: uma que examina suas fontes com vistas a uma verticalização dos conceitos; a outra que busca desdobrá-lo em práticas de análise discursiva.

AUTORES:

Alejandro Raiter é doutor em Filosofia e Letras pela Universidad de Buenos Aires e docente na mesma universidade. Atua na Análise do Discurso com pesquisas e orientações centradas na relação entre linguagem e ideologia como possibilidade de produção, circulação e recepção de textos. Entre suas publicações destacam-se: Información Psicolingüística para el docente (Plus Ultra, Buenos Aires, 1998); Discurso y política (Ediciones Biblos, Buenos Aires, 1999); Lenguaje y Sentido Común (Ediciones Biblos, Buenos Aires, 2003); Sujetos de la lengua. Introducción a la lingüística del uso (Facultad de Filosofía y Letras, Universidad de Buenos Aires y Editorial Gedisa, Barcelona, em colaboração com Julia Zullo, 2004); Psicolingüística. Elementos de comprensión, producción y patologías del linguaje (Editorial Docencia, Buenos Aires, em colaboração com Virginia Jaichenco, 2002); e os volumes coletivos com a equipe de investigação Discurso y Ciencia Social (Eudeba, Buenos Aires, 1999) e Representaciones Sociales (Eudeba, Buenos Aires, 2001).

Amalia Rodríguez Monroy é professora e pesquisadora do Departamento de Tradução e Ciências da Linguagem, Tradução e Interpretação, da Universidade Pompeu Fabra (Barcelona, Espanha). Seu interesse de pesquisa se projeta nos campos da literatura, da psicanálise, da filosofia e da tradução. Tem vários livros, capítulos e artigos publicados, dentre os quais se destacam o artigo “De la fiel infidelidad del traductor: Bajtín y la reacentuación del sentido” publicado na revista Acta Poética, Vol. 18, Nº. 1-2 (Universidad Nacional Autónoma de México, 1998); o capítulo “La translingüística bajtiniana, o la vida más allá del texto”, publicado na coletânea Mijail Bajtín en la encrucijada de la hermenéutica y las ciencias humanas, organizada por Pedro Manuel Cátedra García e Bénédicte Vauthier (Salamanca, Semyr, 2003); o capítulo “Batjín y Freud: la cuestión del inconsciente” publicado na coletânea Realidades y símbolos sobre las mujeres en el islam y occidente, organizada por Marion Reder Gadow e María Paz Torres (Málaga, Universidad de Málaga, 2002); entre outros.

Augusto Rodrigues da Silva Junior é Professor Adjunto IV de Literatura Brasileira da Universidade de Brasília, com doutorado em Literatura Comparada pela Universidade Federal Fluminense (2008) e pós-doutorado (bolsista Capes/2014-2015) na Universidade do Minho - Departamento de Estudos Portugueses e Lusófonos - Braga/Portugal. Desenvolve trabalhos nas áreas de Literatura Comparada; Literatura e Outras Artes; Tanatografia; Artes Ciências; Literatura de Campo; Estudos da performance; Tradução. Criador da Tanatografia atua com os conceitos de Crítica Polifônica e Dialógica; Estética da criação cinematográfica; Tradução coletiva; Cinema literário; O Problema do Hífen Colonial, Teatro de Terreiro, Cultura Popular Quilombola (Regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil). É tradutor de Paul Valéry, Richard Schechner, Herman Melville, Stéphane Mallarmé. É consultor ad hoc/Capes. Poeta e ensaísta, publicou os seguintes livros de poesia: Niemar (Goiânia, Vieira, 2008); Onde as ruas não têm nome (Brasília, Thesaurus, 2010, Prêmio Fernando Mendes Vianna); Do livro de Carne (Brasília, Thesaurus, 2011); Centésima Página (Lisboa, Chiado Editora, 2015). Em 2017 publicou o conto infanto-juvenil: Joãozinho e o pé-de-pequi (Brasília, Tagore Editora).

Craig Brandist é professor de Teoria Cultural e História Intelectual do Departamento de Estudos Russos e Eslavos da Universidade de Sheffield (South Yorkshire, Inglaterra). Seu interesse de pesquisa atual encontra-se focado na história da teoria cultural, particularmente no contexto da Revolução Russa e sua posterior degeneração, com destaque para a continuidade da relevância e influência da história intelectual soviética inicial para a teoria social e cultural hoje. É autor de várias obras que tratam do pensamento bakhtiniano e sua relação com a teoria cultural, dentre elas, The Bakhtin Circle: Philosophy, Culture and Politics (London, Pluto Press, 2002); o capítulo “Voloshinov’s Dilemma: on the Philosophical Sources of the Bakhtinian Theory of Dialogue and the Utterance”, publicado na coletânea The Bakhtin Circle: In the Master’s Absence, organizada por Craig Brandist em colaboração com David Shepherd e Galin Tihanov (Manchester, Manchester University, 2004); o artigo ‘Bakhtin’s Historical Turn and Its Soviet Antecedents’, publicado no volume 11, número 1, da revista Bakhtiniana, entre outros.

Dóris de Arruda Carneiro da Cunha é professora titular da Universidade Federal de Pernambuco (aposentada), professora da Universidade Católica de Pernambuco e Pesquisadora do CNPq, atuando nos Programas de Pós-Graduação das duas universidades. Possui doutorado em Ciências da Linguagem - Université Paris Descartes (1990), e pós-doutorado na Université de Paris III - Sorbonne Nouvelle e na PUC-SP (2009-2010). Fez estágio de desenvolvimento de projeto de pesquisa supervisionado por Frédéric François (2014), na Université Paris Descarte (Paris V). Tem experiência na área de Linguística, com ênfase na Teoria Dialógica do Discurso, pesquisando e orientando dissertações e teses nos seguintes temas: teoria dialógica, discurso da mídia, ponto de vista, discurso reportado e tradução, gênero discursivo, questões relacionadas ao ensino de língua portuguesa. É coordenadora da equipe da UFPE, no projeto Representação do Discurso Outro e discursividade escrita: estudo comparativo em francês, espanhol e português brasileiro, em cooperação com a Université Sorbonne-Nouvelle, Paris 3, no Programa Capes/Cofecub; líder do GP/CNPQ/UFPE Núcleo de Estudos Dialógicos e Discursivos, membro/pesquisador do GP/CNPq/PUC/SP Linguagem, Identidade e Memória. Faz parte também do Ci/Dit, Groupe international et interdisciplinaire de recherche sur le discours rapporté, que reúne especialistas sobre a circulação dos discursos. É autora do livro Discours rapporté et circulation de la parole (Louvain-la-Neuve, Peeters /Publications Linguistiques de Louvain, 1992) e de artigos e capítulos de livros publicados em periódicos, anais de congressos e livros nacionais e internacionais.

Ida Lucia Machado é doutora em Lettres pela Université de Toulouse II (França). Realizou dois pós-doutorados em análise do discurso em Paris XIII e Paris III (França). Docente na Fale/UFMG de 1992 a 2012, onde ministrou cursos de língua e literatura francesa (graduação) e análise do discurso (pós-graduação). Nesse período, fundou o Núcleo de Análise de Discurso da Fale/UFMG, criou a coleção NAD/Fale/UFMG, coordenou dois Projetos Capes/Cofecub com Paris XIII (França), obteve duas bolsas concedidas pela Escola de Altos Estudos da Capes, para professores estrangeiros que atuaram no Poslin/Fale/UFMG. Atualmente é professora do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Fale/UFMG (contrato voluntariado), onde ministra cursos sobre estudos discursivos e orienta mestrandos, doutorandos e pós-doutorandos em análise do discurso de tendência francesa. Suas pesquisas nesta área centram-se sobre identidades (individuais e coletivas), narrativas de vida, sujeitos da linguagem, literatura, ironia e paródia. É pesquisadora 2 do CNPq.

Ken Hirschkop é professor e pesquisador de Língua e Literatura Inglesa na Universidade de Waterloo (Ontario, Canadá), onde atua nos campos da Crítica Cultural e História e Teoria da Comunicação. Sua especialidade acadêmica original era a teoria da música e a história, mas em 1981, depois de um breve período como aprendiz de cravo, iniciou os estudos de pós-graduação em literatura na Universidade de Southampton (Inglaterra). Estudioso da obra bakhtiniana, poucos de seus artigos têm tradução para o português no Brasil. É autor da obra Mikhaïl Bakhtin: an aesthetic for democracy, fruto de sua tese de doutorado, com foco na teoria da linguagem bakhtiniana. Publicou no volume 11, número 1, da revista Bakhtiniana o artigo “Bakhtin against the darwinists and cognitivists”.

 
 
Por: R$ 48,30
ISBN: 978-85-7591-553-0
Páginas: 280
Formato: 14 x 21
Altura: 21
Largura: 14
Comprimento: 2
Acabamento: Brochura
Edição:
Idioma: Portugues
Ano: 2019
 
 
Forma de Pagamento :